Connect with us

O que você está procurando?

Saúde da Mulher

Semana da mulher: saiba como se proteger dos miomas

Os miomas representam um dos principais vilões da saúde feminina, e a realização de exames é fundamental para combater o problema

Semana da mulher: saiba como se proteger dos miomas
Semana da mulher: saiba como se proteger dos miomas - Foto; Shutterstock

Estamos na semana da saúde feminina por conta da proximidade com o Dia Internacional da Mulher (08/03). O período é uma oportunidade para abordar dicas de prevenção contra as doenças que mais afetam este público. E, entre um dos problemas que mais se destacam, estão os miomas.

De acordo com dados da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), aproximadamente 80% das mulheres em idade fértil têm ou terão miomas em algum momento da vida.

O que são miomas

Os miomas são tumores uterinos benignos formados por tecido muscular. Eles atingem principalmente as mulheres na fase reprodutiva. A causa é desconhecida, mas seu crescimento depende de fatores hormonais, e a tendência é uma diminuição do tamanho após a menopausa. 

Além disso, vale destacar que os miomas podem ser únicos ou múltiplos, e desde bem pequenos até atingir enormes volumes. Quanto mais crescem, mais representam um risco à saúde da mulher.

Sintomas

Os miomas costumam ser assintomáticos, mas também podem apresentar alguns sinais característicos que ajudam a identificá-lo mais cedo, explica o especialista em ginecologia e obstetrícia, Dr. Alexandre Silva e Silva.

“Existem alguns sintomas que podem ser observados, como cólicas fortes, dores após as relações sexuais, infertilidade, alteração no fluxo menstrual, urgência miccional, entre outros”, afirma.

No entanto, o médico reforça que grande parte dos miomas não apresenta sintomas, o que dificulta o seu diagnóstico. “Por isso, é importante realizar exames regulares para detectar precocemente”, explica o Dr. Alexandre Silva e Silva.

Fatores de risco

De acordo com o Dr. Alexandre Silva e Silva, alguns fatores podem influenciar a incidência de miomas.

“Apesar de haver uma relação genética e histórico familiar com o surgimento dos miomas, existem alguns fatores de risco que aumentam a probabilidade de desenvolver miomas. É o caso, por exemplo, do retardo da gravidez, dieta rica em soja e contato com substâncias como o dietilestilbestrol”, diz o médico.

Além disso, segundo o especialista, a população afrodescendente apresenta uma maior predisposição para ter miomas. A razão pode ter relação com a maior quantidade de estrogênio no sangue nessa população.

Tratamento

Atualmente existem algumas alternativas para tratar os miomas, incluindo a cirurgia robótica, que ajuda a preservar o útero da paciente, afirma Alexandre.

Existe ainda a opção de realizar tratamentos clínicos como o uso contínuo de anticoncepcionais e DIUs hormonais.

“Mas, quando não há resposta a essas abordagens, a cirurgia é a mais indicada, preferencialmente a robótica, pois permite mais precisão e aumenta as chances de manter o útero e, com isto, a fertilidade após o procedimento”, finaliza o médico.

Advertisement

Você também vai gostar

Fitness

Se você treina e ainda consome refrigerante regularmente, veja os prejuízos que a bebida está causando ao seu organismo

Saúde Bucal

Mesmo com dentes de leite, as crianças com bruxismo devem passar pelo tratamento, uma vez que a condição pode causar problemas mais graves

Sem categoria

O glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível no mundo. Entenda a importância do diagnóstico precoce

Saúde Bucal

A cárie oculta costuma surgir em locais onde a escova de dentes e o fio dental não alcançam. Veja como identificar o problema