Connect with us

O que você está procurando?

Insônia

Sono das crianças: veja como fazer os pequenos dormirem melhor

Diversos fatores podem atrapalhar a qualidade do sono das crianças. Especialista dá dicas para melhorar o descanso dos pequenos

Sono das crianças: veja como fazer os pequenos dormirem melhor
Sono das crianças: veja como fazer os pequenos dormirem melhor - Foto: Shutterstock

Será que o seu filho está dormindo o suficiente todos os dias? Ou será que as horas de descanso ultrapassam o período ideal? Bom, segundo a fundação americana National Sleep Foundation, os horários recomendados de sono variam conforme a idade entre as crianças. Veja:

  • Até os três meses de idade, o período de repouso é de 14 a 17 horas;
  • Dos quatro aos onze meses de idade, os bebês devem dormir de 12 a 15 horas do dia;
  • Entre 1 e 2 anos, esse tempo cai para de 11 a 14 horas;
  • Entre 3 e 5 anos, o período de descanso deve ser de 10 a 13 horas;
  • As crianças maiores, entre 6 e 13 anos, já começam a ter um sono recomendado mais próximo da idade adulta, entre 9 e 11 horas.

Já que o tempo de descanso para os menores de idade costuma ser mais extenso, aumenta a necessidade de organizar a rotina para que a criança possa se sentir bem-disposta ao longo do dia sem comprometer a própria disposição para as atividades diárias. E, para isso ser possível, é preciso adotar uma série de cuidados – especialmente no período de férias.

Como melhorar o sono dos pequenos

A consultora do sono da Ortobom, Gisele Gomes, aponta que o recomendado é manter a hora de dormir entre os pequenos sempre antes do restante dos adultos da casa, sem grandes mudanças no horário habitual do período escolar.

“É claro que haverá dias em que vão naturalmente ultrapassar o horário estipulado de sono. As crianças terão mais tempo do que antes para jogar videogame e se divertir com os amigos. Elas naturalmente ficarão mais agitadas com tudo isso, e não há problema em dormir mais tarde em alguns dias, mas isso não pode se tornar um hábito”, conta Gisele.

Outra medida é evitar com que a criança use aparelhos eletrônicos próximo ao momento de dormir. Isso porque, segundo uma pesquisa realizada pela Universidade do Sul da Dinamarca, o contato frequente com de crianças com aparelhos móveis e televisores contribui para padrões de sono mais fracionados, repleto de cochilos e sem um longo e único período de descanso. Esse cenário contribui para muitos despertares esporádicos durante à noite e lentidão para adormecer.

“A luz azul emitida pelos aparelhos suprime a produção de hormônios importantes para o relaxamento. Além disso, a constante estimulação dos jogos, redes sociais e outras atividades online também contribui para um cenário de inquietação entre as crianças”, afirma Gisele. 

Segundo a profissional, o ambiente de sono deve ser pensado para contribuir de diversas maneiras para o relaxamento. Portanto, além das dicas anteriores, a consultora da Ortobom recomenda o uso de roupas leves e confortáveis, ausência de barulho, pouca luz e local climatizado. 

“Em vez de se render ao smartphone, é importante educar as crianças para buscar ler um livro e escutar músicas calmas antes de dormir. Em cenários como esses, é comum que o jovem adormeça naturalmente e atinja o sono com mais rapidez”, relata Gisele.

Advertisement

Você também vai gostar

Saúde Mental

Psicóloga explica que diferentes métodos podem ser combinados para tratar o Transtorno do Espectro Autista (TEA). Veja quais são

Emagrecer

O o treinador e assessor esportivo Leandro Twin ensina três truques para quem deseja ganhar massa muscular e perder gordura simultaneamente

Saúde Mental

Muito associada a adultos, a bipolaridade também pode acometer crianças. Saiba como identificar possíveis sinais nos pequenos

Alimentação

Parar de consumir refrigerante é uma das medidas comumente adotadas por quem quer cuidar melhor da saúde