Connect with us

O que você está procurando?

Diabetes

Suspeita de pré-diabetes? Veja como evitar o desenvolvimento da doença

Aproximadamente 25% dos pacientes com pré-diabetes irão desenvolver diabetes em um prazo entre 2 e 5 anos. Veja como prevenir

Suspeita de pré-diabetes? Veja como evitar o desenvolvimento da doença
Suspeita de pré-diabetes? Veja como evitar o desenvolvimento da doença - Foto: Shutterstock

Se ao fazer exame de sangue, sua glicemia em jejum atingir entre 100 e 125 mg/dl, isso significa que você tem tolerância reduzida à glicose, ou seja, pré-diabetes. A condição deve afetar cerca de 730 milhões de adultos no mundo até 2045, de acordo com a 10ª edição do Atlas do Diabetes, da International Diabetes Federation. No Brasil, cerca de 7% da população apresenta quadro, segundo dados da Sociedade Brasileira de Diabetes, citados pelo Ministério da Saúde. 

O que é pré-diabetes?

“O pré-diabetes é uma condição na qual os níveis de glicemia estão acima do valor normal, porém abaixo do limiar para o diagnóstico de diabetes mellitus tipo 2”, explica  a chefe do serviço de endocrinologia do Hospital São Vicente de Paulo, Ana Cristina Belsito.

Segundo a especialista, é fundamental identificar logo esta condição, pois assim podemos agir precocemente para prevenir ou retardar a progressão para o diabetes manifesto, diminuindo o risco de agravamento da doença.

Sem tratamento, aproximadamente 25% dos pacientes pré-diabéticos irão desenvolver diabetes em um prazo entre 2 e 5 anos, aponta Ana Cristina. Além disso, o pré-diabetes pode provocar complicações como neuropatia diabética distal em 10% dos casos, bem como aumentar a incidência de retinopatia diabética, de espessamento de carótidas, de demência e de nefropatia diabética, mesmo sem que a condição evolua para o diabetes. 

“Pessoas com obesidade, sobrepeso, gestantes, que tenham histórico familiar da doença ou façam uso de corticoide estão mais propensas a ter pré-diabetes”, adverte a médica.

Como diagnosticar?

Apesar de algumas pessoas relatarem fadiga, fome constante e sede em excesso, o pré-diabetes é uma doença silenciosa. Portanto, a melhor forma de diagnosticá-la é através de exames laboratoriais. Além da glicemia em jejum com resultados entre 100 e 125 mg/dL, outros dois critérios são usados para diagnosticar a condição:

  • Hemoglobina glicada (HbA1c): reflete os níveis médios de glicemia ao longo de dois a três meses. Um resultado entre 5,7% e 6,4% indica pré-diabetes;
  • Teste oral de tolerância à glicose: avaliação da glicemia colhida após 2 horas da ingestão de 75 gramas de dextrosol. Valores de glicemia entre 140-199mg/dl indicam pré-diabetes.

Evitando a progressão da doença

As orientações da médica para evitar a progressão da doença incluem, além de tratamento com medicamentos, mudança no estilo de vida. 

“É muito importante frisar que é possível reverter o quadro de pré-diabetes, caso o paciente comece logo o tratamento. Alimentação balanceada e a prática regular de exercícios físicos são tão importantes quanto o uso de remédios”, salienta a médica.

Advertisement

Você também vai gostar

Alimentação

Ricas em vitaminas e proteínas, as sementes de cânhamo são consideradas um superalimento graças aos impactos positivos no organismo

Sem categoria

Diversos fatores podem levar ao surgimento da dermatite seborreica, como a má higienização, uso de alguns produtos e até mesmo o frio

Doenças

As hepatites virais (principalmente B e C) causam cerca de 375 milhões de casos pelo globo, e podem evoluir para formas graves

Beleza

O “banho premium plus” é mais uma tendência de autocuidado que viralizou nas redes sociais. Veja quais são as recomendações de especialistas