Connect with us

O que você está procurando?

Fitness

Uso de anabolizantes aumenta 4 vezes o risco de morte prematura

Estudos recentes têm associado o uso indiscriminado de anabolizantes com o surgimento de doenças cardiovasculares e morte

Uso de anabolizantes aumenta 4 vezes o risco de morte prematura
Uso de anabolizantes aumenta 4 vezes o risco de morte prematura - Foto: Shutterstock

Os esteroides androgênicos e anabolizantes (EAA) são famosos no mundo fitness por ajudar no desempenho físico ou no aumento de massa muscular. Por isso, estes produtos derivados da testosterona são usados em larga escala por fisiculturistas e outros praticantes de esportes. No entanto, estudos vêm demonstrando que o uso indiscriminado dessas substâncias é a causa principal do surgimento de doenças cardiovasculares.

Quais os riscos dos anabolizantes?

Estima-se que um terço dos usuários de EAA seja dependente desses esteroides, já que o uso não farmacológico visa um crescimento rápido de massa muscular e a modificação corporal. Além disso, segundo pesquisas do Research, Society and Development Journal, o risco de morte prematura em usuários atuais ou antigos de esteróides anabolizantes é quatro vezes maior em relação a quem nunca usou. 

“Isto acontece porque sem a devida indicação e o adequado acompanhamento médico, essas substâncias podem causar diversos danos à saúde, mesmo após a suspensão do uso”, explica o Dr. Carlos Hossri, médico cardiologista do Hospital do Coração (Hcor).

Segundo ele, entre as principais consequências do uso de anabolizantes estão:

  • Miocardite;
  • Arritmia;
  • Hipertensão;
  • Morte súbita;
  • Aumento do colesterol ruim;
  • Diabetes;
  • Infarto agudo do miocárdio;
  • Acidente vascular cerebral (AVC). 

O médico alerta ainda que a possibilidade de efeitos colaterais aumenta com o uso prolongado de altas doses.

Perigo alarmante para o coração

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), o uso desses esteroides causa efeitos adversos no corpo, como o aumento de massa muscular no coração sem a proporcionalidade da irrigação sanguínea. 

Essa desarmonia pode ser consequência do desenvolvimento de placas obstrutivas nas artérias coronárias, além do “engrossamento” do sangue, formando coágulos dentro desses vasos, impedindo o fluxo sanguíneo adequado e, consequentemente, um déficit no suprimento de oxigênio. 

Os mesmos estudos afirmam que 25% dos jovens que utilizam anabolizantes apresentam as placas em até três coronárias. Além disso, o sistema nervoso autônomo, aquele que ajuda a controlar as variações dos batimentos cardíacos e a pressão arterial, também pode ser afetado negativamente pelo uso dos anabolizantes.

Risco de dependência química

O  Dr. Carlos Hossri alerta que, devido aos seus efeitos no organismo, os esteroides podem levar ao vício. “Mesmo ex-usuários de anabolizantes há anos relatam que a qualidade da saúde física e mental piorou, afetando o comportamento e o bem-estar emocional. Isso porque os EAA promovem uma sensação de bem-estar, podendo fazer com que os usuários tornem-se verdadeiros dependentes químicos”, explica o especialista.

Em todos os casos, é fundamental que o uso de anabolizantes seja realizado sob indicação e supervisão médica, destaca o cardiologista. “Geralmente, os EAA são prescritos por endocrinologistas a fim de regular a função hormonal. Mesmo esses pacientes, que tomam doses muito baixas, precisam ter um acompanhamento médico periódico”, ressalta.

Advertisement

Você também vai gostar

Saúde Mental

Psicóloga explica que diferentes métodos podem ser combinados para tratar o Transtorno do Espectro Autista (TEA). Veja quais são

Emagrecer

O o treinador e assessor esportivo Leandro Twin ensina três truques para quem deseja ganhar massa muscular e perder gordura simultaneamente

Saúde Mental

Muito associada a adultos, a bipolaridade também pode acometer crianças. Saiba como identificar possíveis sinais nos pequenos

Alimentação

Parar de consumir refrigerante é uma das medidas comumente adotadas por quem quer cuidar melhor da saúde