Entenda as fases do corpo feminino

Os cuidados com a saúde íntima da mulher são fundamentais para evitar doenças

A menopausa é um período de transformação profunda que pode interferir no humor e na pele
A menopausa é um período de transformação profunda que pode interferir no humor e na pele - Shutterstock

por Julia Natulini
Publicado em 30/04/2021 às 11:06
Atualizado às 11:06

COMPARTILHEFacebook Saúde em DiaPinterest Saúde em Dia

O Dia Nacional da Mulher é celebrado em 30 de abril e não é à toa que devemos ressaltar a importância dos cuidados com a saúde feminina. Isso vale desde a higienização, corpo, beleza, exames preventivos à valorização da autoestima.

Todos os dias é importante manter uma rotina saudável e equilibrada, ou seja, colocar como prioridade uma boa alimentação, meditação, incluir alimentos ricos em vitaminas, fibras e proteínas. Evitar o excesso de sal, açúcar, gorduras, frituras, beber bastante água e praticar exercícios aeróbicos como a dança, corrida, caminhada, com o objetivo de manter o corpo ativo.

Menstruação
Ao longo da vida o corpo da mulher passa por transformações o tempo inteiro, principalmente após a primeira menstruação que está relacionada ao surgimento dos pelos, mamas e estatura. Junto a essa fase surge a tão conhecida TPM (Tensão Pré-Menstrual), que recentemente levou o nome de “transtorno disfórico”.  

De acordo com a Dra. Marli Yamamoto, ginecologista e obstetra, 15 dias antes da menstruação existe variação no humor.  “Algumas mulheres ficam mais eufóricas, outras depressivas, além das dores na mama, devido a queda de hormônios no período ovulatório”, explica.

Para as mulheres com grandes descontroles emocionais, dores intensas e incômodos, existe a opção do anticoncepcional. “De modo geral, no Brasil é mais comum o uso da pílula hormonal oral, mas é necessário analisar a paciente, inclusive as adolescentes iniciantes que geralmente não tem disciplina para o uso correto, e acaba alterando o efeito do remédio”, ressalta a Dra. Marli.

Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s)
Ainda há um tabu quando o assunto é Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), nos últimos anos aumentou o número de mulheres com diagnósticos desse tipo de doença.

“Muitas delas esquecem o uso do preservativo e se preocupam mais com a gravidez indesejada. A camisinha é um método essencial para evitar qualquer infecção sexual, principalmente a sífilis”, ressalta a ginecologista.

Menopausa
A menopausa é um período marcado por várias transformações hormonais e vale alertar que todas as mulheres passarão por isso em algum momento. Geralmente, ela entra na menopausa quando os folículos ovarianos acabam.

“A idade varia de acordo com a paciente, mas na maioria dos casos é entre 50 a 52 anos. Há quem tenha a precoce, já outras a menstruação pausa antes dos 45 e a tardia com 55 anos”, explica a Dra. Marli Yamamoto.

Por quê o humor da mulher altera com a chegada da menopausa?
Quando há a queda no hormônio ou a falência ovariana, a primeira alteração é a queda da menstruação. Após isso, vem as ondas de calor, ansiedade, modificação na pele, unha, cabelo, mucosa e falta da lubrificação.

“Nesse período, a mulher tem maior risco em desenvolver infecções urinárias, secura vaginal, dor durante a relação sexual, dificuldade de excitação e orgástica, dores nas articulações como joelho, mãos e a longo prazo há a possibilidade da osteoporose aparecer, devido à perda de cálcio e músculos (massa magra)”, comenta a ginecologista.

Um estudo publicado na revista americana "Neurology" mostrou que as mulheres têm mais alterações no cérebro relacionadas à doença de Alzheimer do que os homens, e, segundo os pesquisadores, isso pode estar relacionado a interrupções hormonais durante e depois da menopausa.

Cuidados e higienização
Vale ressaltar a importância em manter o corpo da mulher saudável. Realizar autoexames como das mamas, toque, se conhecer interiormente, principalmente após o início da vida sexual ativa é essencial.

Outro cuidado é a higienização externa e interna que envolve a depilação, mas levando em consideração a função protetora do pelo, então a dica é não exagerar. Especialmente no período menstrual, a higiene íntima feminina precisa ser cuidada para evitar corrimentos, bactérias e consequentemente doenças mais graves.

Usar roupa íntima de algodão, sabonete íntimos neutros, não exagerar no lenço umedecido nem papel higiênico perfumado e lembrar sempre de urinar após o contato íntimo também é um alerta para o corpo da mulher estar em dia.

Leia também