Connect with us

O que você está procurando?

Alimentação

Alimentação e saúde feminina: veja o que a mulher deve comer em cada fase da vida

A alimentação é fundamental para a saúde, principalmente quando falamos da mulher. Veja o que comer em cada fase da vida

Alimentação e saúde feminina: veja o que a mulher deve comer em cada fase da vida
Alimentação e saúde feminina: veja o que a mulher deve comer em cada fase da vida - Foto: Shutterstock

Quando falamos de saúde, a alimentação é um fator preponderante, não importa a idade. Para a mulher, as necessidades nutricionais mudam ao longo do tempo, e é essencial acompanhar essas mudanças para garantir um bom funcionamento do organismo.

Pensando nisso, a nutricionista Tatiane do Nascimento, da Segmedic, elaborou um guia para orientar as mulheres durante toda a vida, pensando em como se alimentar para nutrir o corpo – e também a mente.

Adolescência

Na fase da adolescência, por exemplo, o corpo passa por significativas mudanças físicas e hormonais. Por isso, a especialista explica que uma nutrição adequada é crucial para apoiar o crescimento ósseo, o desenvolvimento muscular e a regulação hormonal. 

“Portanto, deve-se priorizar uma dieta rica em cálcio, ferro, proteínas de alta qualidade e ácidos graxos essenciais, que podem ajudar a estabelecer a base para um estilo de vida saudável a longo prazo”, comenta Tatiane. 

Na TPM

No período de TPM (Tensão Pré-Menstrual), a alimentação também pode influenciar os sintomas sentidos pela mulher. De acordo com Tatiane, é recomendável reduzir a ingestão de sal para diminuir o inchaço.

Além disso, a nutricionista recomenda aumentar o consumo de alimentos ricos em magnésio (como folhas verdes e nozes, por exemplo), para melhorar o humor e as cãibras, e manter um consumo equilibrado de carboidratos complexos para regular os níveis de açúcar no sangue.

Fase reprodutiva

Já na fase reprodutiva,  nutrientes como ácido fólico, ferro, cálcio, vitamina D e ômega-3 são essenciais.

“O ácido fólico é crucial para prevenir defeitos do tubo neural em bebês, enquanto o ferro ajuda a prevenir a anemia. Cálcio e vitamina D, por outro lado, são importantes para a saúde óssea, e os ácidos graxos ômega-3 apoiam o desenvolvimento cerebral e visual do feto”, explica Tatiane.

Gravidez e amamentação

Porém, quando o assunto é gravidez e amamentação, o cenário já muda. Isso porque mulheres grávidas e lactantes necessitam de mais calorias, proteínas, ácido fólico, cálcio e ferro. 

“Recomendo aumentar a ingestão de frutas, vegetais, grãos integrais, proteínas magras e laticínios para atender às necessidades nutricionais aumentadas”, indica a nutricionista.

Menopausa

A profissional lembra que, durante o período da menopausa, diversas mudanças ocorrem no corpo das mulheres. Essas alterações metabólicas podem levar ao ganho de peso e ao aumento do risco de doenças crônicas. 

“Por isso, é importante o acompanhamento com nutricionista para elaborar um plano alimentar personalizado que inclui alimentos ricos em fitoestrógenos, equilibra os macronutrientes e promove uma alimentação rica em nutrientes para gerenciar o peso e apoiar a saúde geral”, esclarece a profissional.

Importante em todas as fases

Por fim, a nutricionista ressalta como a hidratação é essencial em todas as fases da vida, independentemente da idade. 

“A hidratação promove a função celular adequada, melhorando a energia e a cognição e auxiliando na regulação da temperatura corporal. As necessidades podem variar com a idade, nível de atividade e condições de saúde”, finaliza a especialista.

Advertisement

Você também vai gostar

Doenças

Também conhecida como hipertensão, a pressão alta atinge 32,5% da população adulta brasileira, o que representa 36 milhões de pessoas. Além disso, mais de...

Notícias

O ritmo e a frequência da pulsação fornecem informações sobre a saúde cardíaca. Aprenda a checar em casa

Alimentação

Consumir açúcar refinado aumenta os níveis de gordura no corpo e o risco de desenvolver doenças como diabetes. Saiba como substituir o produto

Dor

15% dos brasileiros sofrem com enxaqueca, condição que pode ser tratada de diferentes formas. Veja quais terapias podem ajudar