Connect with us

O que você está procurando?

Saúde Mental

Ansiedade faz parte do envelhecimento, mas merece atenção; entenda

Psicanalista explica como as questões acerca do envelhecimento estão associadas ao desenvolvimento de ansiedade e depressão

Ansiedade faz parte do envelhecimento, mas merece atenção; entenda
Ansiedade faz parte do envelhecimento, mas merece atenção; entenda - Foto: Shutterstock

O envelhecimento é uma etapa natural da vida natural, inerente a todo ser humano. Aliás, a população brasileira está ficando cada vez mais velha. Segundo previsão do Ministério da Saúde para o ano de 2050, a expectativa no Brasil, bem como em todo o mundo, é de que existirão mais idosos que crianças menores de 15 anos. Portanto, torna- se cada vez mais importante pensar na saúde tanto física quanto mental dessa população, o que inclui questões de depressão e ansiedade.

A doutora em psicologia pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP) e psicanalista pela Sociedade Brasileira de Psicanálise, Blenda de Oliveira, explica que um dos fatores que traz ansiedade no processo de perda da juventude é a passagem do tempo e, consequentemente, a proximidade com a morte. “Vivemos em uma cultura ocidental na qual a morte é um tabu. Desse modo, somos treinados a não falar sobre esse tema”, explica.

É preciso entender o envelhecimento como um processo natural

Em seu consultório, a especialista começou a perceber através dos casos apresentados, que a forma como as mulheres lidavam com o envelhecimento envolviam questões diferentes dos seus pacientes do sexo masculino. “No caso das mulheres, a ansiedade na terceira idade envolvia questões como sentimento de perda da beleza física, atratividade e dos atributos de sedução. E no caso dos homens, percebi questões que envolviam sentimentos relacionados à perda de potência, virilidade e poder”, diz. 

Blenda lembra que a concepção do processo de envelhecimento mudou muito nos últimos anos. Felizmente, foi para uma forma positiva e não mais com a ideia de perda de vitalidade como era comum no final do século XIX e início do século XX. Mas é claro que ainda há muito o que fazer para acabar com os estigmas do envelhecimento. 

“É preciso envelhecer de forma saudável, sem eliminar as ansiedades próprias desse ciclo da vida. Essa etapa inclusive é um processo que pode ser construído a partir dos nossos outros estágios como infância, juventude e idade madura”, afirma. Segundo Blenda podemos encontrar potencialidades e algo novo dentro de si, sendo a “velhice” um momento crucial de grandes realizações. 

A psicanalista acrescenta que, na terceira idade, muitas vezes o maior desafio enfrentado pela pessoa idosa é o cultural, pois vivemos em uma sociedade limitante que coloca o idoso em uma posição que o desvaloriza. “Essa faixa etária tem libido, desejo, capacidades laborais e muito ainda a contribuir para a sociedade”, destaca.

Advertisement

Você também vai gostar

Notícias

O ritmo e a frequência da pulsação fornecem informações sobre a saúde cardíaca. Aprenda a checar em casa

Alimentação

Consumir açúcar refinado aumenta os níveis de gordura no corpo e o risco de desenvolver doenças como diabetes. Saiba como substituir o produto

Dor

15% dos brasileiros sofrem com enxaqueca, condição que pode ser tratada de diferentes formas. Veja quais terapias podem ajudar

Medicamentos

Anfetamina prescrita para TDAH é frequentemente usada como um estimulante. Conheça os riscos do Venvanse